Contato (21) 4112-1549 | 96477-3448

Inclusão Social

O educador francês Charles Michel de l’Epée é o homenageado do Google neste sábado (24). Ele é responsável pela fundação da primeira escola pública para surdos. Para celebrar o aniversário de Epée, que nasceu em Versailles em 24 de novembro de 1712, o Doodleque substitui o logo tradicional do buscador consiste em uma ilustração animada com crianças formando o nome do Google no alfabeto manual.

Charles Michel de l’Epée é homenageado no Doodle do Google — Foto: Divulgação / Google

Em uma época em que as pessoas com deficiência auditiva eram consideradas incapazes de aprender, o educador desenvolveu um método visual que se tornou a base para o ensino de surdos. Assim, Epée contribuiu para desfazer esse preconceito e mudou a vida de muita gente.

O francês escreveu: “Todo surdo-mudo enviado para nós tem uma língua. Ele tem o hábito de usá-la e compreende os outros que a utilizam. Com ela, ele expressa suas necessidades, desejos, dúvidas, dores e assim por diante, e não comete erros quando os outros se expressam da mesma maneira.”

Quem foi Charles Michel de l’Epée

Filho de um arquiteto, Épée estudou Teologia e Direito e então dedicou sua vida a ajudar os mais pobres. Seu interesse pelas pessoas surdas veio quando ele começou a dar aulas particulares para duas irmãs surdas que viviam nas favelas de Paris e se comunicavam por meio de uma língua de sinais própria. Em 1760, ele usou sua herança para fundar o Institution Nationale des Sourds-Muets à Paris (Instituto Nacional dos Surdos-Mudos em Paris, em tradução livre). A escola atendia a qualquer um, pudesse ou não pagar.

A instituição segue aberta até hoje, com financiamento do governo, e agora se chama Institut National de Jeunes Sourds de Paris (Instituto Nacional de Jovens Surdos de Paris).

Épée foi reconhecido pela Assembleia Nacional Francesa como um “Benfeitor da Humanidade”. Os direitos dos surdos foram assegurados no país pela Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão da França.

Via Google